Blog

RN tem 14 projetos de parques eólicos offshore em licenciamento

RN tem 14 projetos de parques eólicos offshore em licenciamento

Consolidado como um dos líderes nacionais de geração de energia eólica em terra, o Rio Grande do Norte segue para desenvolver projetos do gênero no mar. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (IBAMA) já recebeu 14 pedidos de licenciamento para a instalação de complexos eólicos offshore. Eles devem ser desenvolvidos na próxima década, a partir de 2030, e resultar, segundo prevê a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec/RN), investimentos na ordem de R$ 60 bilhões. Até lá, ainda é preciso resolver gargalos, como a regulamentação dessa fonte offshore e também a transmissão da energia que será produzida.
Renováveis levam RN a liderar expansão de energia em 2023

Renováveis levam RN a liderar expansão de energia em 2023

O Rio Grande do Norte foi o estado que liderou a expansão da matriz energética brasileira, segundo informações do Ministério de Minas e Energia (MME). Conforme os dados publicados, o RN expandiu sua capacidade instalada em 2,035 GW de um total de 8,4 GW no Brasil, aumento puxado principalmente por novas usinas das fontes eólica e solar. O adicional é suficiente para abastecer mais de 4 milhões de residências. Atualmente, o RN é líder de produção em energia eólica, uma das principais fontes limpas em expansão no Brasil.

O RN ficou à frente de Minas Gerais, que aumentou a potência de geração em 2,025 GW, e da Bahia, que registrou um acréscimo de 1,922 GW. No caso das usinas fotovoltaicas e eólicas, a soma das duas foi de 7,6 GW de expansão no Brasil. Em capacidade instalada total, o País alcançou 196,6 GW, sendo que as fontes renováveis, incluem hidráulicas, eólicas, fotovoltaicas e de biomassa – representam 83,6% desse total.

Para Max Pereira, membro do Conselho Deliberativo da Associação Potiguar de Energias Renováveis (Aper-RN), o Estado também passou a ter grandes volumes de energia solar, somando-se a já liderança consolidada na energia eólica. “O RN, ano após ano, vem liderando a corrida na implantação de projetos de geração eólica, principalmente sendo líder nacional, nos últimos dois anos passamos a ter também um grande volume de projetos de energia solar, que aponta para que em um futuro próximo tenhamos a possibilidade de também liderarmos nessa modalidade de geração”, aponta.

“Acreditamos que o principal motivo do forte crescimento da fonte solar se deva a redução dos custos de aquisição dos painéis solares, que sofreram acentuada queda no mercado internacional no ano de 2023, com perspectiva de manutenção de preços em queda para o primeiro trimestre de 2024, tornando assim a fonte solar ainda mais competitiva”, acrescenta.

APER presente no lançamento da Frente Parlamentar Mista da Energia Limpa

APER presente no lançamento da Frente Parlamentar Mista da Energia Limpa

Foi instaurada na última terça-feira, 28 de novembro, em Brasília, a Frente Parlamentar Mista da Energia Limpa (FREPEL). A Frente contará com a participação de 220 parlamentares e irá promover debates, seminários e eventos relacionados com a atuação e as reivindicações temáticas no Congresso Nacional. A APER esteve presente no lançamento, sendo representada pelo Diretor de Relações Institucionais, Williman Oliveira.

Diretoria da APER faz apresentações no Fórum de Energias Renováveis 2023

Diretoria da APER faz apresentações no Fórum de Energias Renováveis 2023

A edição 2023 do Fórum de Energias Renováveis trouxe temáticas e assuntos variados, em dois dias de evento, no Hotel Holiday Inn Natal. Contando com uma participação de mais de 600 inscritos, o evento foi realizado nos dias 22 e 23 de novembro. A APER esteve presente mais uma vez no Fórum de Energias Renováveis, com participações especiais do presidente da APER, Cássio Maia, e o Diretor de Relações Institucionais, Williman Oliveira.

O Fórum de Energias Renováveis 2023 apresentou uma maior abrangência de assuntos, atendendo uma diversidade de perfis de participantes. A programação foi elaborada para não se limitar apenas às empresas integradoras de energia solar, mas também incluir temas relevantes para startups, acadêmicos, empresas de tecnologia interessadas em energias renováveis, junto com todos os profissionais envolvidos nessa cadeia produtiva. Realizado pelo Polo Sebrae de Energias Renováveis em colaboração com o Instituto Senai de Inovação – ISI, o evento apresentou uma extensa programação distribuída em quatro palcos simultâneos e com 55 palestrantes.

Em São Paulo, APER participa da Intersolar e visita escritório paulista do Banco do Nordeste

Em São Paulo, APER participa da Intersolar e visita escritório paulista do Banco do Nordeste

A diretoria da APER e associados estiveram presentes na Intersolar South America – maior evento solar da América Latina, edição 2023, em São Paulo. O evento, voltado para o ramo fotovoltaico, abrangendo toda cadeia do setor, desde fabricantes a distribuidores e prestadores de serviço, aconteceu em duas frentes simultâneas: A Feira, onde os expositores tiveram a oportunidade de apresentar as novas tecnologias e as tendências de mercado), e o Congresso Intersolar South America, com participação de especialistas renomados falando dos temas mais atuais do setor. Diretores e associados da APER participaram da Intersolar, que aconteceu de 29 a 31 de agosto de 2023, na capital paulista.

APER presente no Fórum de Geração Distribuída realizado em Natal

APER presente no Fórum de Geração Distribuída realizado em Natal

A APER esteve presente no Fórum de Geração Distribuída, que aconteceu dias 28 e 29 de junho, no Centro de Convenções de Natal, trazendo notícias animadoras para o setor. De acordo com o CEO do Grupo FRG Mídias e Eventos, Tiago Fraga, o propósito do evento foi aumentar em cerca de 30% o número de conexões de GD até o final deste ano a partir nos novos negócios e relações estabelecidas entre empresas no evento. Segundo levantamento do Observatório da Energia Solar em parceria com a Associação Potiguar de Energias Renováveis (APER), o RN possui cerca de 45,7 mil sistemas conectados à rede em geração solar distribuída. O segmento prevê aumento nos próximos anos.

Para o presidente da APER, Cassio Maia, o RN chegou a estabelecer, nos últimos meses, média de 1 mil conexões por mês. A estimativa é que esse número chegue, em média, a 1,4 mil conexões até o final do ano e o fórum deve contribuir para o crescimento. “A gente acredita, sim, que esse evento tem muito a somar porque a gente acaba trazendo muitas novidades para o mercado”, afirma.

APER busca aumentar financiamento de energia solar distribuída através do BNB

APER busca aumentar financiamento de energia solar distribuída através do BNB

A APER vem buscando aumentar o financiamento da energia solar distribuída no Rio Grande do Norte. Um bom exemplo desse trabalho aconteceu no último dia 16 de junho, quando diretores da APER visitaram a sede do BNB, em Natal.O presidente da APER, Cássio Maia, e o vice-presidente, José Maria Vilar, foram recebidos para uma reunião pelo novo superintendente do banco, Jeová Lins de Sá, e o gerente executivo de negócios da superintendência, Vansueldo Kennedy.

Durante a reunião, foi discutido sobre a participação do BNB no financiamento dos projetos de energia solar distribuída no RN e as oportunidades de crescimento, por meio do FNE Sol. Uma agenda deverá ter desdobramentos no sentido de aprimorar a parceria entre o BNB e a APER, com vistas ao fortalecimento do setor em nosso Estado.

A APER pretende continuar realizando reuniões semelhantes com as principais instituições financeiras públicas, privadas e cooperativas, que financiam energia solar distribuída no Estado.

Países do G20 estão substituindo carvão por energia solar e eólica

Países do G20 estão substituindo carvão por energia solar e eólica

A energia eólica e a solar reduziram a participação da energia a carvão nos países do G20 desde o Acordo de Paris, de acordo com a quarta edição anual da Global Electricity Review, publicada nesta segunda-feira pelo think tank de energia Ember, que reúne, faz curadoria e analisa dados sobre o setor de energia global e seu impacto sobre o clima.

Segundo o relatório, a transformação não está ocorrendo com rapidez suficiente para cumprir as metas do Acordo de Paris de manter o aquecimento global bem abaixo de 1,5°C, mas há sinais positivos.

Os dados revelam que, nos países do G20, as energias eólica e solar atingiram uma participação combinada de 13% da eletricidade em 2022, em comparação com 5% em 2015, quando o Acordo foi firmado. Nesse período, a participação da energia eólica dobrou, e a participação da energia solar quadruplicou. Como resultado, a energia a carvão caiu de 43% da eletricidade, em 2015, para 39%, em 2022. As participações de outras fontes de eletricidade permaneceram praticamente estáveis, com flutuações de 1 a 2 pontos percentuais.

Brasil entra no ranking dos dez países com maior produção de energia solar

Brasil entra no ranking dos dez países com maior produção de energia solar

O Brasil está em 8º lugar no ranking mundial de países com mais energia potencial acumulada da fonte solar fotovoltaica. De acordo com informação da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), esta é a primeira vez que o País entra na lista dos dez maiores geradores desse tipo de energia no mundo. No final do ano passado, o Brasil registrou 24 GW de potência operacional solar. Neste ano, a energia solar é a segunda maior na matriz elétrica nacional. Apesar de ter entrado no ranking, essa é uma área ainda em crescimento, mas que já se mostra como uma alternativa sustentável a ser usada como complemento para outras formas de energia.

CAIXA e APER assinam convênio para financiamento de energia solar para pessoa física

CAIXA e APER assinam convênio para financiamento de energia solar para pessoa física

A Associação Potiguar de Energias Renováveis – APER e a Caixa Econômica Federal assinaram, na tarde desta quarta-feira (15), um convênio para oferecer acesso a linhas de crédito e demais produtos bancários às empresas associadas e aos seus clientes, que desejarem instalar energia solar.

O convênio irá permitir uma ampliação da oferta de crédito para os interessados em instalar em suas residências o sistema de energia solar fotovoltaica, beneficiando acima de tudo o consumidor final.

Logo desktop

 

ASSOCIAÇÃO POTIGUAR DE
ENERGIAS RENOVÁVEIS

Endereço

Rua Raimundo Chaves, 2.182 - sala 501 - Empresarial Candelária - Lagoa Nova - CEP 59064-390 - Natal / RN

Contato

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Contato

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Digite o código abaixo.
Entrada Inválida

whats ico